H

H
Igreja de Santo António, Lagos - Edifício de estilo barroco, com a nave decorada com azulejos e talha dourada, a igreja deve ter sido construída no reinado de D. João V.

4 de fevereiro de 2011

Guerra Civil - Romance (9)

Poderá alguém perguntar o que faz um romance no meio de mensagens sobre a Ficha de Avaliação.
Faz todo o sentido. Porque a personagem principal, Filipe de Villepin, pertencendo às tropas liberais de D. Pedro, já se encontra na cidade do Porto. E os miguelistas já cercam a cidade.

Depois de muitas aventuras na cidade de Paris, incluindo a sua participação em revoltas contra o rei francês Carlos X, que quis dissolver a Câmara de Deputados e acabar com a Constituição (ou Carta Constitucional), Filipe alistou-se, com outros exilados portugueses e muitos estrangeiros, nomeadamente ingleses e franceses, no exército que D. Pedro estava a organizar, em 1831, para vir combater contra o seu irmão, D. Miguel.
Também ele foi para Belle-Isle e daí para os Açores

«Após mais uma semana de preparativos e muitos enjoos nos barcos parados no berço das ondas, partiram rumo aos Açores, no dia 10 de Fevereiro de 1832.»

E daí atravessou o Atlântico para chegar a Portugal Continental.
Também ele desembarcou na praia que está na fotografia do cabeçalho do blog.
Sem saber que o pai de Margarida tinha consentido a sua saída do convento e o seu regresso a casa.
Sem saber que um oficial miguelista, Segismundo Avilez, visitava a casa e se começava a perder de amores por Margarida.
E Margarida?
Não percam os próximos episódios.

Sem comentários:

Enviar um comentário