H

H
Painel da autoria de Almada Negreiros. Decora aquele que era o espaço da entrada do edifício-sede do Diário de Notícias, na Av. da Liberdade (Lisboa). A foto não conseguiu abranger todo o painel: faltam pormenores nas zonas laterais.

15 de fevereiro de 2011

D. Maria II sem trono (ou como andou de um lado para o outro)

Em 1828, D. Maria II ainda saiu do Brasil para se dirigir à corte austríaca, onde deveria completar a sua educação.
Ao fazer escala em Gibraltar, soube-se que D. Miguel se tinha feito aclamar rei absoluto.
Estava "o caldo entornado" e o casamento desfeito!

D. Maria II já não foi para a Áustria, foi para Londres, com os nobres responsáveis pela sua educação e acompanhamento.
De Londres regressou ao Brasil (1829), sendo então acompanhada por D. Amélia Augusta de Beauharnais, que se ia casar com D. Pedro, pois este ficara viúvo em 1826.

Recordam-se que D. Pedro abdicou da coroa brasileira em 1831 e veio para a Europa organizar um exército liberal e combater contra o seu irmão.
D. Maria veio com o pai para Londres. De Londres passaram a Paris, onde seriam ajudados pelos liberais franceses. Viveu em Paris até 1833, ano em que Lisboa foi reconquistada pelos liberais e os absolutistas começaram a "ver a sua vida a andar para trás".
D. Maria II viria então, pela primeira vez, viver em Portugal. Tinha 14 anos de idade.


D. Amélia Augusta de Beauharnais

Sem comentários:

Enviar um comentário