H

H
Palácio de Queluz - Escadaria Robillion ou dos Leões

23 de maio de 2015

O reconhecimento da independência de Portugal pelo Papa (há 836 anos)

ALEXANDRE, BISPO, SERVO DOS SERVOS DE DEUS, AO CARÍSSIMO FILHO EM CRISTO, AFONSO, ILUSTRE REI DOS PORTUGUESES, E A SEUS HERDEIROS, IN PERPETUUM. 

Está claramente demonstrado que, como bom filho e príncipe católico, prestaste inumeráveis serviços a tua mãe, a Santa Igreja, exterminando intrepidamente em porfiados trabalhos e proezas militares os inimigos do nome cristão e propagando diligentemente a fé cristã, assim deixaste aos vindouros nome digno de memória e exemplo merecedor de imitação. (...)

Assim começa a bula Manifestis probatum, de 23 de maio de 1179, concedida pelo Papa Alexandre III a D. Afonso Henriques.
Desta forma, aquele que já era, de facto, rei de Portugal, vê reconhecida a independência do reino pela mais importante autoridade da Europa Cristã, naquela época.
Ficava expressamente confirmada a soberania de D. Afonso Henriques e a dos seus sucessores.




Inauguração do novo Museu dos Coches

Foi hoje aberto ao público o novo Museu dos Coches, 110 anos após a inauguração do "velho" museu, no edifício do antigo Picadeiro Real, pela rainha D. Amélia (23 de maio de 1905).



19 de maio de 2015

Ficha de Avaliação - 5.º E e 5.º F

Encontram aqui os objetivos da próxima ficha de avaliação para as turmas do 5.º E e 5.º F.

Na ficha, como disse na aula, irão interpretar e/ou utilizar informações contidas numa cronologia como esta, numa árvore genealógica como esta e em documentos que até poderão estar aqui (clica em excertos das suas crónicas).

Bom estudo.

Qualquer dúvida (após as aulas) pode ser colocada por mail: carloscarrasco9@gmail.com


7 de maio de 2015

O fim da II Guerra Mundial - a assinatura da capitulação alemã

Há 70 anos, foi assinada a capitulação da Alemanha.

O desenvolvimento final da II Guerra Mundial na Europa levou ao suicídio de Hitler (30 de abril de 1945).
Uma semana depois, no dia 7 de maio de 1945, o general alemão Alfred Jodl assinou, na cidade francesa de Reims, na presença de generais aliados (americanos, soviéticos e franceses), o reconhecimento da derrota por parte da Alemanha. Os alemães rendiam-se e ficou decidido que os combates terminariam no dia seguinte.
E foi no dia 8 de maio que se anunciou oficialmente a paz na Europa.



2 de maio de 2015

O 1.º de maio há 100 anos

Um comício operário na Rotunda da Avenida da Liberdade, no mesmo local onde os republicanos, em 1910, tinham combatido as forças monárquicas.

1 de maio de 1915


1 de maio de 2015

1 de Maio - Dia do Trabalhador

A 1 de maio de 1886, na cidade de Chicago - à data, a maior cidade dos Estados Unidos da América - os trabalhadores revoltados com os seus horários de trabalho (que chegavam às 18 horas diárias) manifestaram-se a favor de jornadas de trabalho de 8 horas e anunciaram uma greve para os dias seguintes, em defesa dos seus direitos.
Nos dias seguintes houve novas manifestações e a intervenção da polícia provocou 10 mortos, para além dos feridos.
A concentração de trabalhadores, no dia 4 de maio, sofreu uma ação ainda mais repressiva por parte da polícia. Seguiram-se prisões e alguns dos detidos foram condenados à morte.


Para homenagear os trabalhadores que lutaram pelos seus direitos, comemora-se nesta data o Dia do Trabalhador.

Por 8 horas de trabalho, 8 horas de descanso e 8 horas de lazer
Em Portugal, após o 25 de abril de 1974