H

H
150 anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal (1867-2017)

30 de novembro de 2016

Os reis de Espanha e alguns palácios nacionais


Os reis de Espanha estiveram em visita oficial a Portugal, tendo sido recebidos em vários palácios históricos

Palácio da Bolsa (Porto)

Não é um palácio real. Foi construído sobre as ruínas do Convento de S. Francisco, que ardeu durante o cerco da cidade do Porto (1832). 
O terreno foi cedido pela rainha D. Maria II, em 1842, para que aí se construísse um edifício onde funcionasse a praça ou bolsa do comércio e o tribunal da 1.ª instância. As obras iniciaram-se nesse mesmo ano.

Paço dos Duques de Bragança (Guimarães)

O Paço dos Duques de Bragança de Guimarães foi mandado construir no século XV, por D. Afonso, 1.º Duque da Casa de Bragança (filho ilegítimo do rei D. João I e de D. Inês Pires Esteves).
A Casa de Bragança acabaria por chegar ao trono através de D. João IV, 8.º Duque de Bragança, a 1 de Dezembro de 1640, quando os Filipes foram expulsos de Portugal.
Foi neste Paço que o "novo" Filipe de Espanha - D. Filipe VI - jantou na primeira noite em Portugal como rei... apenas de Espanha.

O Paço foi reconstruído entre 1937 e 1959 (de forma muito discutível, segundo as perspetivas atuais de conservação do património).

Palácio das Necessidades (Lisboa)

Mandado construir por D. João V. Foi residência de muitos dos últimos reis da dinastia de Bragança: D. Maria II, D. Pedro V, D. Carlos e D. Manuel II.
Dos últimos monarcas, D. Luís foi a exceção - habitou o Palácio da Ajuda, onde habitualmente se fazem os jantares de Estado. Mas, desta vez, o jantar em Lisboa foi no Palácio das Necessidades, onde, desde há muitos anos, funciona o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Assembleia da República - Palácio de S. Bento (Lisboa)

Antigo Convento de S. Bento, foi transformado para aí funcionarem as Cortes do período da monarquia liberal. O seu nome oficial, atribuído por D. Pedro IV, é Palácio das Cortes.

Voltaremos a falar dos Palácios, mesmo sem visitas reais...


2 comentários:

  1. descobri há pouco tempo o que aconteceu com o palácio de Cristal no Porto, transformado em monumento de betão, quando o anterior parecia muito mais bonito !

    ResponderEliminar
  2. Sim, o nosso "Crystal Palace" foi uma jóia, a julgar pelas fotografias e pelas descrições. Início da construção em setembro de 1861, com D. Pedro V (morreria 2 meses depois); inauguração 4 anos depois, demolição iniciada em dezembro de 1951. Custos da modernização, quando o património não é considerado.

    ResponderEliminar