H

H
A Adoração dos Pastores - Pintura atribuída a Bento Coelho da Silveira (Lisboa, 1617(?) - 1708), um dos mais conceituados pintores portugueses da sua época. Foi nomeado pintor régio por D. Pedro II, em 1678.

7 de março de 2017

A comemoração dos 60 anos da RTP

(atualizado, a 8/03)



A RTP comemora, neste dia 7 de março de 2017, 60 anos de emissões regulares de televisão em Portugal.
Mas a primeira experiência de uma emissão televisiva no nosso país aconteceu em setembro de 1956.

Em Inglaterra já há muitos anos que se tinha iniciado.
Não podendo Portugal passar à margem dos avanços verificados nos meios de comunicação social, o Ministro da Presidência, em 1953, fez um Despacho ordenando a constituição, na Emissora Nacional, de um grupo de estudo para a instalação da televisão em Portugal.

Mas o regime do Estado Novo tinha receio da abertura ao mundo que a televisão poderia trazer à sociedade portuguesa e manifestava as suas cautelas. Por isso, o Despacho adiantava que “a Emissora Nacional não devia, por enquanto, ir além do estudo do problema, sem ter perspetiva a instalação e a exploração do serviço.”
Esta ideia foi reforçada por um novo Despacho, em 1954, que insistia em que não se devia ultrapassar a fase de estudo.

Em 1955, o Ministro da Presidência passou a ser o Prof. Marcelo Caetano. Fez-se nova legislação, criou-se a empresa e alugaram-se instalações. No dia 15 de dezembro desse ano, foi criada juridicamente a Rádio Televisão Portuguesa.

Vários técnicos foram fazer formação no estrangeiro.
Em setembro de 1956, avançou-se para as primeiras emissões experimentais de televisão. Essas experiências decorreram na Feira Popular, que à época funcionava no Parque de Palhavã, onde hoje se situa a sede da Fundação Calouste Gulbenkian.
Instalaram-se 3 pavilhões pré-fabricados, uma torre e um pequeno emissor de 100 watts, o bastante para emitir para a região de Lisboa.
Foi aí que se fizeram as primeiras emissões, com início no dia 4 de setembro.

Pela cidade de Lisboa tinham sido afixados cartazes a publicitar o acontecimento. Na Feira foram distribuídos folhetos que explicavam o que era a televisão e o mundo que este novo meio de comunicação social podia abrir.




O locutor Raul Feio apresentou a televisão como um mundo maravilhoso a que as pessoas podiam aceder: a gruta de Ali-Babá, onde estavam à disposição todos os tesouros do mundo.
Venderam-se mais de mil televisores e os cafés e as esplanadas encheram-se. As pessoas acumulavam-se nas ruas para verem a novidade.

Mas no final de setembro, a Feira Popular fechava e a televisão teve de fechar também. No entanto, o sucesso das emissões experimentais, que superou as expectativas, apressou o processo.
A RTP instalou-se no Lumiar, em Lisboa, onde ainda possui um estúdio, e a partir de 7 de março de 1957 iniciou as suas emissões regulares, tendo mudado a vida dos portugueses.


Vídeo produzido com o Clube de Jornalismo da Escola Paulo da Gama.



Sem comentários:

Enviar um comentário