H

H
A imagem faz parte de um livro publicado no ano de 1647, por J. Blaeu (um importante cartógrafo holandês), em que está desenhado um conjunto de mapas do nordeste brasileiro, então ocupado pelos holandeses, decorados com cenas da vida quotidiana. A cena que apresentamos representa uma fazenda brasileira produtora de açúcar, na zona de Pernambuco.

27 de janeiro de 2013

A herança muçulmana

Os Muçulmanos invadiram a Península Ibérica em 711 e em poucos anos dominaram-na quase totalmente.

A Reconquista Cristã, iniciada pouco depois, durou até 1492, data em que os chamados Reis Católicos conquistaram o Reino de Granada, último reino muçulmano da Península.

O domínio muçulmano da Península Ibérica, mesmo que parcial, durou séculos.
Durante esse período de tempo, a população peninsular foi influenciada pelo modo de vida dos muçulmanos, pela sua cultura. Portanto, ficaram marcas da presença muçulmana – o que se chama a herança muçulmana.
Essa influência foi maior no Sul da Península, porque foi aí que o domínio mais se prolongou no tempo. O Norte foi reconquistado mais rapidamente pelos cristãos.


Sem comentários:

Enviar um comentário