H

H
Acendedor de candeeiros a gás, na Praça do Comércio. Lisboa passou a ter iluminação pública a gás no dia 30 de julho de 1848. Eram 26 candeeiros na zona da Baixa/Chiado. A iluminação elétrica na cidade só foi inaugurada em Outubro de 1878, quando o rei D. Luís ofereceu 6 candeeiros à Câmara Municipal.

10 de março de 2018

Turmas do 6.º ano - Correção da Ficha de Trabalho

Como prometido, os alunos do 6.º A encontram aqui a correção integral da Ficha de Trabalho que deixámos com algumas perguntas em branco na aula.

Acrescento um esclarecimento sobre a pergunta 17.
A leitura das frases a) e d) suscitaram dúvidas quanto à sua verdade ou falsidade, conforme os pormenores da informação usada - a do livro ou a dada nas aulas- e prestou-se a mais do que uma interpretação.

Atalhando caminho e para irmos ao mais importante...

O que é fundamental compreenderem é que D. Miguel assumiu um compromisso perante D. Pedro: ele devia governar como regente, respeitando a Carta Constitucional, mantendo, portanto, o modelo liberal da divisão de poderes (em que as Cortes têm o poder legislativo).

D. Miguel, ao fim de poucos dias, não respeitou o compromisso, sendo aclamado (e governando como rei absoluto.

Esqueçam, agora, os verdadeiros e os falsos dessas alíneas da pergunta.
Às vezes acontece as perguntas não ficarem tão claras quanto pretendemos.
Acidentes de percurso!


Sem comentários:

Enviar um comentário