H

H
A imagem faz parte de um livro publicado no ano de 1647, por J. Blaeu (um importante cartógrafo holandês), em que está desenhado um conjunto de mapas do nordeste brasileiro, então ocupado pelos holandeses, decorados com cenas da vida quotidiana. A cena que apresentamos representa uma fazenda brasileira produtora de açúcar, na zona de Pernambuco.

3 de abril de 2016

Guia de Estudo n.º 9 (nova edição)

Para realização dos trabalhos necessários, podem encontrar aqui os exercícios do Guia de Estudo n.º 9.

Guia de Estudo n.º 9 - pág. 1

Guia de Estudo n.º 9 - pág. 2


Está aí o 3.º período!

Amanhã é o início do 3.º período.
Vamos entrar na fase decisiva do ano letivo.

Há os alunos que já apresentaram bons resultados e há aqueles que ainda não fizeram tudo o que podiam para melhorar as aprendizagens.
São esses os que têm de se esforçar mais nos dois meses que restam do ano escolar.
Não há mais tempo.

Mãos ao trabalho!

Um bom final de ano letivo para todos.



2 de abril de 2016

Constituição de 1976 - 40 anos

A 2 de abril de 1976 foi aprovada a Constituição da República Portuguesa que ainda hoje nos rege - a Constituição de 1976, lei fundamental do país.


A Constituição organiza o poder político: define quais são os órgãos de soberania – no caso de Portugal, o Presidente da República, a Assembleia da República, o Governo e os Tribunais – quais são as suas competências (dividindo e organizando os poderes) e como são eleitos ou designados.

A Constituição também garante um largo conjunto de liberdades dos cidadãos, como a liberdade religiosa, de associação, de expressão, de informação, e direitos fundamentais, como o direito à segurança social, à saúde e à educação.


A Constituição da República Portuguesa foi elaborada e aprovada por uma Assembleia Constituinte composta por 250 deputados eleitos em resultado das primeiras eleições livres e democráticas, realizadas em 25 de Abril de 1975 (um ano depois da revolução dos cravos).

Sessão inaugural da Assembleia Constituinte, a 3 de junho de 1975

Os deputados representando diferentes partidos políticos, mesmo tendo perspetivas muito variadas quanto ao funcionamento da sociedade, conseguiram trabalhar em conjunto e contribuir para a redação de um conjunto grande de artigos que constituem uma orientação do que deve ser o desenvolvimento democrático do país.

Deputados em comissão de trabalho
Assembleia Constituinte - sessão final, a aprovação da Constituição - 2 de abril de 1976

São esses 40 anos do documento que orienta a nossa vida democrática que aqui se assinalam.

Podes encontrar aqui um vídeo editado pelo jornal Expresso, no qual é abordado o novo tempo que a Constituição democrática inaugurou após a revolução do 25 de abril de 1974.